Faaaaaaaaaaaaaaaaaalaaaaaaaaaaaa Daniboyyyy!!! Cara, hoje vou expor um pouco da minha visão sobre Santa Cruz de la Sierra. Bichão, fiquei lá menos de um dia, pois havia pesquisado que não havia muita coisa para fazer nessa cidade.

Santa Cruz de la Sierra é a principal porta de entrada dos brasileiros na Bolívia e um dos principais centros comerciais desse simpático país. A maior parte dos voos que vão à Bolívia ou saem dela passam por Santa Cruz. Se você for para lá de ônibus, provavelmente passará por ela e se resolver pegar o Trem da Morte em Puerto Suárez, Santa Cruz de la Sierra será o ponto final.

veja-aqui-tudo-trip-bolivia-peru

Meu irmão, eu não quis encarar o Trem da Morte devido ao tempo que perderia de viagem (no mínimo dois dias, são 19 horas dentro de um trem, mais deslocamento em ônibus, taxi etc) e acabei indo de avião mesmo. Peguei um classe econômica, 8 horas e meia de viagem saindo do Rio com 3 escalas, não curti muito encarar o sobe e desce mas valeu! Rolou um lance engraçado, na última escala (Asunción – Santa Cruz de La Sierra), depois de tanta compressão e descompressão, os meus gases interiores começaram a pedir para sair kkkkkkkkkkkkk… Subiu um gordo gigante no avião e sentou ao meu lado, o cara fazia altas caras e bocas, depois ficava me olhando de cara feia! kkk… Seria mais engraçado se não fosse trágico kkk…

Chegando em Santa Cruz, decidimos trocar a grana, pegar um taxi e partir direto para a rodoviária (melhor coisa que fizemos). Mermão, o câmbio estava horrível e trocamos 1 real para 2,5 bolivianos (foi o segundo pior câmbio que pegamos). O taxi nos custou 60 bolivianos (choramos, o taxista havia pedido 80). Não se preocupe se demorar! A rodoviária fica a 35 km do Aeroporto Viru-Viru e os carros parecem não passar de 60 km/h sei lá porquê…

Na rodoviária, recebemos a informação que não havia como chegar a Cochabamba e ir à Vila Tunari pois havia um bloqueio na estrada (a chuva devastou parte da cidade). Fomos forçados a alterar o nosso roteiro, logo, resolvemos cortar Cochabamba e seguir direto para Sucre. A passagem de ônibus até Sucre nos custou 60 bolivianos.

Derrota no ônibus sem banheiro
Derrota no ônibus sem banheiro

 

Meu querido amigo, meu conselho é que passe no máximo um dia mesmo nessa cidade, ela é feia, há muitas pessoas estranhas que ficam te encarando por você ser turista, é suja e há pouco o que fazer… Inclusive, de tão suja que é a cidade, resolvemos comer apenas as guloseimas que havíamos levado nesse dia. E eu estou acostumado a comer comida de obra, não sou de frescura!

Casas na estrada (as casas no campo são assim em toda a Bolívia)
Casas na estrada (as casas no campo são assim em toda a Bolívia)

 

Daniboy, lembre-se sempre, na foto nunca fica tão bonito quanto pessoalmente, e as coisas podem ser muito melhores ou piores do que você imagina (ou mesmo iguais hahaha…)! Pare de imaginar, saia de casa, tire a bunda do computador e vá ver pessoalmente! Depois me conta que eu quero ouvir!

Do seu amigo,

Igor Assanti

veja-aqui-tudo-trip-bolivia-peru

Reserve seu hotel no Booking pelo link abaixo. Você não paga nada a mais por isso e ainda nos ajuda!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *