Alguns anos após termos cruzado os EUA de costa a costa, voltamos ao Tio Sam para, dessa vez, cruzá-lo de norte a sul, de Chicago a New Orleans. A ideia dessa viagem era fazer um tour musical e etílico, além de ver o que a natureza teria para nos mostrar no caminho. Nessa empreitada nosso veículo foi o Dark Force One, um Jeep Grand Cherokee pretão!

Dark Force One
Dark Force One

 

Chegamos por Chicago, pegamos o Dark Force One, e logo subimos para Milwaukee (Hello Wisconsin!) a fim de conhecer a famosa cidade cervejeira dos EUA.

Depois voltamos a nossa ‘Sweet Home’ Chicago, ponto onde cruzamos com o roteiro da trip anterior, e lá fomos a vários shows de blues, como fizemos da outra vez. Conseguimos até ver mais um show da nossa querida bluesgirl Joanna Connor no Kingston Mines, o melhor clube de blues da cidade!

De Chicago, descemos para Indianápolis, onde ficamos somente uma noite e nem vimos nada, e então partimos para o Kentucky, para conhecer algumas destilarias e provar uns bourbons. Só conseguimos fazer uma pequena degustação na Jim Beam, que valeu, mas ficou o gostinho de quero mais…

E seguida, rumando sempre pra sul, visitamos o Mammoth Cave National Park, um parque nacional com cavernas gigantes, impressionantes!

Chegou então a vez do Tennessee. A primeira cidade desse estado foi Nashville, a cidade da música! Ela é uma cidade muito interessante, com vários bares onde rolam muitas bandas de country, blues e rock n’ roll. Além de nos esbaldarmos com música também assistimos a um jogo de hockey dos Predators na cidade.

Aí rumamos pra leste, chegando à divisa do estado com a Carolina do Norte para conhecer o Great Smoky Mountains National Park. Um parque nacional com belas montanhas e trilhas. Bom pra queimar um pouco o álcool…

Depois, passamos em Chattanooga e pernoitamos em Lynchburg, para, na manhã seguinte, visitarmos a fábrica da Jack Daniel’s!

A próxima parada foi Memphis, nossa última atração no Tennessee. Além de visitarmos a fábrica de guitarras Gibson e o Sun Studio, ouvimos muito blues na cidade.

Deixamos o Tennessee para entrarmos no lendário Mississippi, berço do blues! A primeira parada lá, foi Clarksdale e a encruzilhada da 49 com a 61, onde reza a lenda que Robert Johnson fez seu trato com o capiroto! Nem preciso dizer que ouvimos blues ao vivo por lá, né?! Em seguida passamos em Indianola, cidade de B. B. King e pernoitamos em Jackson, capital do Mississippi.

Entramos então em Louisiana, chegando à fabulosa New Orleans, última cidade da trip. A ordem lá era, claro, música! Fomos todos os dias à Bourbon Street para curtir um rock n’ roll e tomar umas brejas, the way it’s supposed to be!

Bourbon Street em New Orleans
Bourbon Street em New Orleans

 

O roteiro, no detalhe:

  1. Chegada a Chicago / Ida para Milwaukee (Wisconsin)
  2. Milwaukee
  3. Saída de Milwaukee / Chegada em Chicago (Illinois)
  4. Chicago
  5. Saída de Chicago / Chegada em Indianapolis (Indiana)
  6. Saída de Indianapolis / Chegada em Louisville (Kentucky) / Visita a destilaria Jim Beam
  7. Saída de Louisville / Mammoth Cave National Park / Chegada em Nashville (Tennessee)
  8. Nashville
  9. Nashville
  10. Saída de Nashville / Chegada em Gatlinburg (Great Smoky Mountains National Park)
  11. Great Smoky Mountains National Park
  12. Saída do Great Smoky Mountains N P / Chattanooga / Chegada a Lynchburg (fábrica da Jack Daniel’s)
  13. Visita a destilaria Jack Daniel’s / Chegada a Memphis
  14. Memphis
  15. Memphis
  16. Memphis
  17. Saída de Memphis / Chegada em Clarksdale (Mississippi)
  18. Saída de Clarksdale / Indianola (cidade de B B King) / Chegada a Jackson
  19. Saída de Jackson / Chegada a New Orleans (Louisiana)
  20. New Orleans
  21. New Orleans
  22. Saída de New Orleans

Considerações sobre o roteiro

  • Ficamos poucos dias em Chicago porque já havíamos visitado a cidade antes.
  • Indianapolis estava no meio do caminho, então paramos lá, mas foi um lance meio fail, pois não vimos nem fizemos nada na cidade, e me parece que, de fato, não há grandes atrações por lá.
  • Kentucky é o estado dos bourbons e possui várias destilarias, mas é bom agendar sua visita. Nós não fizemos isso e demos com a cara na porta na Evan Williams, além de só termos conseguido fazer uma pequena degustação na Jim Beam. A visita mesmo não rolou.
  • Também é aconselhável agendar a trilha principal do Mammoth Cave National Park, caso queira fazê-la.
  • Para visitar o Great Smoky Mountains N. P. considere usar a cidade de Pigeon Forge como base. Ela tem várias atrações e dá até para passar alguns dias por lá.
  • Jackson foi outro momento fail. Paramos lá porque era caminho e nosso único pedido era assistir a um showzinho de blues ou rock (coisa que rola aos quilos nos EUA). Inacreditavelmente não conseguimos fazer isso na capital do Mississippi!!!

Bares de blues e rock n’roll

  • B.L.U.E.S – Chicago
  • Kingston Mines – Chicago
  • Broadway Street (vários bares) – Nashville
  • Beale Street (vários bares) – Memphis
  • Ground Zero – Clarksdale
  • French Quarter (vários bares) – New Orleans
Mapa da trip
Mapa da trip

Reserve seu hotel no Booking pelo link abaixo. Você não paga nada a mais por isso e ainda nos ajuda!

7 comments

    1. Olá, Tatiana!

      Que bom que vc gostou dos roteiros!
      Vou dar uma olhada nas minhas anotações para ver quanto foi o gasto dessa trip.

      Abraços!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *