Cresci em uma família onde a paixão pelo motociclismo é ensinada desde cedo, e comigo não foi diferente. Meu pai me apresentou ao universo das duas rodas e a sensação de liberdade que só quem pilota uma moto sente.

Desde muito novo já acompanhava o “velho” na garupa, em diversas trips organizadas pelo moto clube da minha cidade.

Logo que me formei e comecei a trabalhar, meu grande objetivo foi comprar a minha moto e entrar de vez neste universo. Com sorte e um pouco de planejamento o sonho foi realizado, e sempre que possível às viagens rolavam.

E uma delas, que a cada ano que passa se torna mais tradicional entre o pessoal das duas rodas no sul do Brasil, é o Paranaguá Motos.

Paranaguá (PR) é uma cidade portuária localizada no litoral paranaense a aproximadamente 100 km de Curitiba. Foi a primeira capital do Estado, e é marcada pelos casarões antigos, pelo seu porto (um dos maiores do país), e para mim, pelo maior encontro de motociclismo do sul do Brasil.

Paranaguá Motos
Paranaguá Motos

 

O Paranaguá Motos acontece sempre no segundo fim de semana do mês de agosto, durante três dias. Um encontro onde rola muita música, cerveja e bate papo entre os motociclistas do país todo e também do exterior. Um grande intercâmbio de experiências e cultura. Os hotéis da cidade lotam, os restaurantes ficam cheios, e de um modo geral movimenta muito o turismo e comércio locais.

O evento acontece na praça à beira do Rio Itiberê, onde a programação inclui shows com bandas, shows de manobras, exposição de motos, praça de alimentação com opções para todos os gostos e bolsos, além de muitas barracas vendendo artigos para motociclistas e o público em geral. Você pode comprar desde uma moto a, se for quebrado como eu, um bordado para sua jaqueta de couro!

Porém, o mais maneiro são as confraternizações que rolam em paralelo: no sábado pela manhã a loja Honda da cidade, Sambaqui Motos, oferece um café da manhã digno dos melhores hotéis, e de graça, algo que é muito importante no meu caso! Já na hora do almoço, o moto clube que organiza o evento, Robalos Rebeldes, faz um churrasco beneficente, no qual o pão com linguicinha é “na faixa” e o chopp, artesanal, da microcervejaria Gauden Bier de Curitiba, é vendido a 2 reais o copo de 500 ml, uma barbada! Coma e beba a vontade!

Feira de artigos para motociclistas
Feira de artigos para motociclistas
Café da manhã da Sambaqui Motos
Café da manhã da Sambaqui Motos
Chopp a 2 reais...
Chopp a 2 reais…

 

O evento em si já vale muito a pena para quem curte moto, mas a região também apresenta muitos atrativos para todos os tipos de viajantes.

Como estávamos lá, resolvemos curtir algumas das opções turísticas da região, então fomos fazer o passeio de barco pelo porto e mangues, com direito a observação de golfinhos, que tem duração média de uma hora. Custa entre 15 e 20 reais, dependendo da sua capacidade de negociar… É bem legal!

Sempre curto visitar os mercados municipais e feiras por onde ando, e lá fui eu com a patroa e meu “velho” dar uma banda pelo Mercado Municipal de Paranaguá, onde você encontra artesanato, lembrancinhas, temperos, e uma infinidade de coisas.

Rio Itiberê
Rio Itiberê
Mercado Municipal de Paranaguá
Mercado Municipal de Paranaguá

 

Para os doentes por futebol, ao lado do mercado fica o Estádio Municipal, que abriga os jogos do Rio Branco de Paranaguá, equipe da primeira divisão paranaense.

Uma caminhada pelo centro histórico e pela beira rio, uma visita à ilha de Valadares cruzando a ponte que passa sobre o rio Itiberê (com seu caótico trânsito de bicicletas de fazer inveja a Amsterdam!) e uma visita à Igreja do Rocio também devem ser levados em conta. Para quem tiver a fim de gastar um pouco mais, a cidade possui também o maior aquário do sul do país.

Estádio Municipal de Paranaguá
Estádio Municipal de Paranaguá
Congestionamento de bicicletas
Congestionamento de bicicletas

 

Para fechar o fim de semana com chave de ouro, passamos pela charmosa Morretes e seus restaurantes típicos, onde comemos o tradicional barreado, e retornamos para Curitiba pela Serra da Graciosa, considerada por muitos um dos passeios mais bonitos do Brasil. Mirantes, pequenos rios, cachoeiras emolduradas por uma das porções mais bem preservadas da mata atlântica do país são convidativos e realmente fazem o caminho de paralelepípedo que leva novamente a Curitiba valer a pena.

Morretes
Morretes

 

Para ler mais sobre viagens de moto, clique aqui.

Se quiser ler sobre outros destinos no Brasil, clique aqui.

One comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *