Maconha, prostitutas e muito mais… Assim é Amsterdam, a cidade legalize. Mas não é só isso. Além da parte liberal, também é conhecida pelos seus canais, bikes, flores e arquitetura singular (tanto na beleza das casas quanto na sua torta geometria).

Ficamos hospedados no Heart of Amsterdam Hostel. Um albergue com cara de hotel situado bem no meio do famoso Red Light District (o bairro das primas!). Esse bairro se resume a duas ou três ruas e suas transversais e além de pubs, possui museus como o do sexo e o da maconha.

Sua atração principal são as prostitutas nas vitrines, onde a pessoa olha e escolhe a que mais lhe agradou, assim como faz num shopping… É bem turístico e recebe visita de homens, mulheres, casais, idosos… Enfim, todos vão lá para conhecer o mais famoso “centro de entretenimento adulto” do mundo. Pra quem quer “fazer umas comprinhas”, o esquema é fast food. São 50 euros por 20 minutinhos de alegria. Esse valor pode ter aumentado, pois fui lá em 2009.

Não fomos ao Museu da Maconha, mas nesse post do Astronauta Incomum você pode saber como ele é. O Museu do Sexo é bem mais ou menos… Confesso que esperava mais e já li que alguns o acham uma armadilha pega-turista, mas também há quem goste, como nesse relato do Roteiros da Lu.

Amsterdam
Red Light District
Amsterdam - Um dos canais da cidade
Um dos canais da cidade
Amsterdam - Galera tomando uma na beira do canal
Galera tomando uma na beira do canal

 

Em Amsterdam também tem o free walking tour e uns bike tours. Mas não fomos a nenhum desses. Fizemos o nosso próprio walking tour e até acabamos descobrindo uma feira (dessas que temos no Brasil com frutas, legumes, etc) e comemos um morango espetacular com suco de laranja!

A cidade tem vários outros museus, como o Madame Tussauds (não fomos, pois já tínhamos ido no de Londres) e o Heineken Experience, que é uma espécie de museu da Heineken. É bem interessante, pois faz-se uma visita guiada conhecendo toda a história da famosa cervejaria e no final rolam umas cervejinhas pra degustar. Nesse post do Contando as Horas há um relato bacana da Heineken Experience.

Tem também o Museu da Tortura, com vários objetos de tortura medieval e o Museu Casa Anne Frank. Esse último é a casa onde viveu a menina que, junto com a família, morou num sótão projetado para ser um refúgio na Segunda Guerra. A visita também é guiada e o museu é bem bacana. Muitas vezes tem uma fila grande na porta, mas vale à pena esperar um pouco para conhecê-lo. Nesse post do my Destination Anywhere há um relato do Museu da Tortura, e nesse, do Me Joguei no Mundo, sobre o Museu Casa Anne Frank.

Amsterdam - Heineken Experience
Heineken Experience
Amsterdam - Heineken Experience
Heineken Experience
Amsterdam - Cadeira de pregos do Museu da Tortura
Cadeira de pregos do Museu da Tortura
Amsterdam - Outro objeto de tortura do Museu
Outro objeto de tortura do Museu

 

Pra quem, como eu, é louco por futebol, tem o famoso AFC Ajax. Time de glórias no passado (bi-campeão mundial em 1972 e 1995, e tetra da UEFA Champions League), mas que atualmente não vai lá muito bem das pernas, mas mesmo assim está entre os grandes europeus e é o maior time da Holanda.

Ele tem um estádio muito bonito e nós fomos conhecê-lo no jogo contra o FC Twente. Chegando lá, não havia mais ingresso e fomos comprar com o cambista. Ficamos meios ressabiados, pois o ingresso poderia ser falso, mas fizemos uma negociação tupiniqim (o cara pedia 35 por ingresso, aí compramos dois por 50) e entramos (o ingresso não era falso!). Pra saber mais sobre o Amterdam ArenA, Estádio do Ajax, clique aqui.

Amsterdam - Jogo do Ajax
Jogo do Ajax
Amsterdam - Jogo do Ajax
Jogo do Ajax

 

A noite em Amsterdam tem vários bares, pubs e boates. Muitos deles se entra de graça, mas às vezes ocorrem coisas como o que vou descrever:

Fomos entrar numa boate e o segurança disse:

– Vocês não podem entrar.

E eu: – Tá fechado?

– Não. Vocês não podem entrar.

Eu: – Tá lotado, né?

– Não. Vocês não podem entrar.

Eu: Ah, é festa particular, né?

– Não. Vocês não podem entrar!

Tomamos um face control!!!!! Não estávamos tão mal vestidos assim e não acho que nossa aparência seja “suspeita”, mas o segurança deve ter achado…

Dos lugares que nos deixaram entrar, sugiro o Smokey, Nasty Beach e o Sugar Factory.

Amsterdam foi a cidade mais legal da trip e receberá minha visita novamente num futuro próximo! Pra saber tudo sobre a cidade vá no blog do meu xará Daniel Duclos, o Ducs Amsterdam.

Amsterdam - Mijador de rua, uma ideia simplesmente fantástica!
Mijador de rua (uma ideia simplesmente fantástica)
Amsterdam - Estacionamento de bicicletas
Estacionamento de bicicletas
Amsterdam - Casa torta
Casa torta

11 comments

  1. Maneiro o post! Esse mijador aí é realmente fantástico, ainda mais para épocas como o carnaval aqui no Rio. A onda agora do nosso prefeitinho é mandar enquadrar quem faz xixi nas ruas, mas qual é mesmo a outra opção? Amsterdam tem uma resposta 😛

  2. Mijador de rua é a solução para a fedentina do Rio!

    O trocadilho (I am Sterdam) infelizmente não é de minha autoria. Já é uma marca registrada da cidade.

    Sobre os proibidões:
    Numa das boates (Smokey) rolou uma versão dance de “Morro do Dendê”!
    Foi bem emocionante ouvir “Morro do Dendê é ruim de invadir…” mesmo que com uma batida estranha.

  3. Fala Daniel!!!
    Rapaz, tem que falar também que, apesar de todo esse liberalismo, as pessoas lá não perdem a linha! São civilizadíssimos! Liberalismo e democracia verdadeira só funcionam quando o povo tem educação e é consciente, desenvolvido. Do contrário, vira republiqueta das bananas.
    Quanto à geometria das casas, elas foram construídas corretamente. Mas, ao longo dos séculos, visto que a cidade foi construída sobre uma planície arenosa com forte influência marinha, o terreno está se acomodando, e resultando na deformação das estruturas. A cidade de Amsterdam foi construída numa zona que não deveria ser ocupada pelo homem, tal como as margens dos rios ou as encostas das montanhas…
    Abração
    Raphael

  4. Daniel, como vc fez pra ir de Londres pra Amsterdam e de Amsterdm pra Praga? É o roteiro que fiz pra viajar com meu marido agora em setembro, mas ainda to vendo o melhor meio de fazer esses trechos. Valeu!! Layla

  5. Olá, Daniel

    Não conhecia o seu blog! Tem alguns destinos ai na sua listinha que to querendo muito conhecer, tipo Peru, Bolivia, Hungria, Russia… Ja favoritei!

    Obrigada por citar meu blog! Saudade de Amsterdã, cidade fantástica!

    1. Olá, Bruna!

      Que bom que você gostou do blog!
      Ainda tem muita viagem que não escrevi, mas um dia escrevo…
      Se precisar de alguma informação, é só falar!
      O seu post da Heineken Experience é muito bom!

      Abraços

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *